Findicas

O blog da
Finplace

Como conseguir capital de giro para empresas novas

Findicas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter

Conheça as melhores alternativas para conseguir crédito e manter a saúde financeira de um empreendimento criado há pouco tempo

Quando se planeja a abertura de uma empresa, o item mais importante é o capital para cobrir as despesas necessárias para a instalação e o funcionamento do negócio. Mas além desse investimento inicial, é preciso reservar recursos para garantir o capital de giro por algum tempo, até que o faturamento atinja o nível suficiente para que o empreendimento caminhe por conta própria. Porém, nem sempre isso acontece, por ausência de planejamento, falta de dinheiro ou ainda como efeito de uma situação inesperada, como a pandemia, que desde março vem castigando a economia.

como-conseguir-capital-de-giro-para-empresas-novasNesse caso, o empreendedor precisa, com urgência, obter recursos suficientes para manter o capital de giro – ou seja, a reserva necessária para repor o estoque, suportar as vendas a prazo e pagar os salários dos funcionários e as contas do dia a dia. Em outras palavras, o capital de giro é a diferença entre os recursos em caixa e as despesas a pagar.

“O capital de giro é essencial para manter a saúde financeira do negócio. Quando há um desequilíbrio nas contas, muitas vezes o empreendedor logo pensa em recorrer a um empréstimo bancário, o que nem sempre é fácil para uma empresa nova, com poucas garantias a oferecer”, explica Felipe Avelar, CEO da Finplace.

A saída é buscar soluções alternativas. É possível, por exemplo, conseguir um crédito comercial, mediante a negociação dos prazos de pagamento aos fornecedores, o que proporciona uma folga de caixa.

Outra possibilidade, cada vez mais utilizada pelas micro e pequenas empresas, é a antecipação de recebíveis, um serviço oferecido pelas fintechs, que permite ao empreendedor escolher as melhores taxas e conseguir rapidamente o dinheiro de que necessita, sem a burocracia de um banco. “Em muitos casos essa é a solução mais indicada, já que as duplicatas que a empresa tem a receber bastam como garantia. E com a recomposição do capital de giro o empreendedor ganha tempo para reequilibrar as contas e seguir em frente”, completa Felipe Avelar.

Para saber mais sobre capital de giro, curta nossa página no Facebookou siga nosso Instagram!

Caso queira mais conteúdos exclusivos, acompanhe nosso perfil no LinkedIn.

Tags

Cadastre-se
agora


Cadastre-se agora

É grátis e em apenas 1 minuto
você conclui seu cadastro!